Blur

Photobucket
Tudo começou quando Damon Albarn, conheceu Graham Coxon na Stanway Comprehensive School, em Colchester. Os dois logo se tornaram amigos e cantaram no coro do colégio. Graham tocava saxofone na época em que estudava em Stanway, mas só voltou a tocar muito mais tarde no álbum Parklife.

Dave Rowntree começou a estudar no Goldsmith's College, onde veio a conhecer Graham pela primeira vez. Formado o trio Circus, sem um baixista, os três colegas do Goldsmith's College resolveram chamar Alex, amigo de Graham para fazer um ensaio com eles; no final ele acabou se juntando a banda.

Após algum tempo, os quatro formaram uma nova banda: Seymour, com influências punk, responsável por um som rápido, maluco, e com uma forte influência do The Kinks. A banda se formou em 1988, e o nome foi inspirado em um personagem do livro de J. D. Salinger, 'Seymour: An Introduction'. O nome do personagem era Seymour Glass e Damon estava lendo este livro quando a banda estava sendo formada.

Seis músicas do Seymour foram lançadas como lados-b na fase Blur, entre elas: 'Shimmer', 'Tell Me, Tell Me', 'Mixed Up', 'Fried', 'Long Legged' e 'Dizzy'. Outra música também foi lançada como faixa da trilha 'Help', a qual arrecadava fundos para beneficiar as famílias prejudicadas pela guerra na Bósnia, chamada 'Eine Kleine Lift Musik'.

Formado por Damon Albarn (vocal), Graham Coxon (guitarra), Alex James (baixo) e Dave Rowntree (bateria), que após alguns shows em Londres e nos arredores, e com a primeira demo tape, a banda assina com a gravadora Food Records, uma subsidiária da EMI. A única exigência da gravadora foi a mudança do nome da banda, eles ofereceram uma lista de onde foi escolhido o nome Blur.

Já como Blur, a banda parte para uma pequena turnê pela Inglaterra, terminando em julho de 1990 em Londres. Assim que a turnê acabou, o Blur entra em estúdio para gravar algumas músicas, de onde sairam três músicas para o single "She's So High", lançado em outubro. "She's So High" faz um relativo sucesso nas paradas, chegando ao número 48 na Inglaterra, fazendo com que a banda entrasse novamente em turnê.

A segunda sessão de gravações ocorre somente em dezembro. As gravações foram bastante problemáticas no início, as duas possíveis escolhidas para ser o segundo single, "Close" e "Bad Day" simplesmente não funcionavam. A salvação veio com o nome de Stephen Street, produtor bastante conhecido pelo seu trabalho com o The Smiths, e mais tarde, pelo próprio Blur e o Cranberries. Stephen havia assistido ao vídeo de She's So High na TV e demonstrou interesse em trabalhar com o Blur. Com Stephen Street são gravadas mais duas músicas, "Come Together" e "There's no Other Way", que acabou sendo o segundo single, lançado em abril de 1991.

Desta vez, a crítica caiu de joelhos pelo Blur, a música ganha as rádios, a banda se apresenta no famosíssimo programa Top of the Pops da BBC pela primeira vez, e There's no Other Way acaba atingindo o número 8 na parada. Em julho começam as gravações do primeiro álbum, também com Stephen Street. O disco foi intitulado "Leisure" e que contava também com as músicas dos dois primeiros singles.

Foi lançado em agosto na Inglaterra, tendo lançamento também nos Estados Unidos algumas semanas mais tarde pela gravadora SBK. Na carona do sucesso de "There's no Other Way", o disco chegou a sétima posição da parada inglesa, mas a reação da crítica já não foi a mesma. "Leisure" foi muito comparado às outras bandas da época, como Soup Dragons, Jesus Jones, Inspiral Carpets, entre outras, enquanto que alguns críticos afirmavam que o som da banda era "fabricado".

Entre os integrantes da banda, o descontentamento com a sonoridade de "Leisure" foi ainda maior e o Blur passaria a se concentrar na re-invenção da sua música. Em setembro, eles já estavam em estúdio e durante um show em outubro eles apresentam pela primeira vez a inovadora "Popscene", claramente um passo a frente do material gravado em "Leisure".

Mas pouco a pouco, o interesse da volúvel mídia britânica já não era mais do Blur. No início de 1992 só se falava em Suede na Inglaterra. O som do Suede inspirado no glam-rock de David Bowie na década de 70 impressionou a todos, enquanto o Blur ainda era ligado ao rock psicodélico pós-Stone Roses, um movimento que morria pouco a pouco. Em março, é lançado o single de "Popscene", um marco na carreira do grupo, com sua pegada quase punk levada com trumpetes.

Em retrospectiva, os críticos consideram "Popscene" um clássico, o início do brit-pop, mas na época ninguém deu atenção. Mas o prestígio do Blur era próximo a zero na época, devido a alguns shows ruins com alguns integrantes completamente embriagados no palco. O single não passou do número 32 nas paradas. Para piorar, em junho a banda parte para uma humilhante turnê de 44 shows nos Estados Unidos.

Na época, o Nirvana estava no auge com um som muito distante do Blur, que foi ostensivamente vaiado em vários shows. De volta a Inglaterra em agosto, a Food Records ameaça dispensar a banda, que depois de um tempo parada, retorna em outubro para iniciar as gravações de seu segundo álbum. Inicialmente a banda trabalha com o produtor Andy Patridge (ex-integrante da banda XTC), mas o resultado foi desastroso. Por acaso, o guitarrista Graham Coxon reencontra Stephen Street durante um show do Cranberries. Stephen mostra interesse em trabalhar de novo com o Blur e em novembro as gravações recomeçavam a todo gás.

No mês seguinte, a banda apresenta o disco novo para sua gravadora, que rejeita o material, alegando que não havia nenhum hit. No natal, Damon Albarn compõe "For Tomorrow" e a Food estava pronta para lançar o álbum. Só que a SBK, gravadora da banda nos Estados Unidos, insistia que não havia nenhum hit em potencial para o mercado americano. Então o Blur voltou ao estúdio e gravou "Chemical World". O disco estava pronto para ser lançado em abril quando a SBK pediu a banda que regravasse todo disco com o produtor Butch Vig (Nirvana, Smashing Pumpkins, Sonic Youth). Desta vez, a banda se negou e "Modern Life Is Rubbish" foi lançado na Inglaterra em maio.

"For Tomorrow", o primeiro single, chega ao número 28 e o álbum não passa do número 15, embora a crítica tenha sido razoavelmente positiva. O Blur apresentava um som completamente renovado e distante de qualquer comparação com outras bandas da época. O novo Blur relembrava influências de bandas dos anos 60, principalmente The Kinks, se voltando ao resgate de elementos essencialmente ingleses. Como compositor, Damon Albarn se distanciava completamente do "shoegazing" dos primeiros tempos, em letras e temáticas bem diretas com várias referências e comentários sobre a sociedade britânica.

O segundo single, "Chemical World" é lançado e também atinge o número 15. A banda volta às turnês e faz uma excelente apresentação durante o Reading Festival. O interesse pelo Blur voltava a crescer e em Agosto, apenas três meses depois do lançamento de "Modern Life Is Rubbish", a banda começa a compor músicas para seu terceiro disco. Em outubro é lançado o último single de "Modern Life is Rubbish", "Sunday Sunday" e em dezembro a banda entra em estúdio novamente. No mês seguinte, o disco já estava pronto.

Foi uma época especialmente criativa e fértil da banda, todas as idéias se encaixavam fácil. Todas as músicas foram cuidadosas pensadas em cada detalhe, preenchidas por efeitos, teclados, arranjos de cordas e instrumentos de sopro, coros. As letras contavam histórias irônicas sobre o cotidiano recheados de personagens e caricaturas da sociedade britânica. A criatividade do Blur não tinha limite e resultou num álbum muito mais pop que o anterior, recebido como um clássico pela crítica britânica.

Em fevereiro é lançado o single de "Girls & Boys", como uma prévia do novo álbum "Parklife". O single faz um enorme sucesso (quinta posição na parada) e abre o caminho para o lançamento do álbum em abril, o primeiro do Blur a chegar no número 1 na Inglaterra. "Parklife" ficou mais de um ano entre os 20 mais vendidos no Reino Unido e teve ainda mais três hits, "To The End", "Parklife" (que contava com participação de Phil Daniels, o ator da ópera-rock do The Who "Quadrophenia") e "End of a Century".

No fim do ano, "Parklife" era escolhido como o melhor disco do ano por várias revistas. Em janeiro de 1995 a banda recebe os prêmios de melhor banda, melhor disco, melhor single e melhor vídeo no Brit Awards (absolutamente todos os prêmios principais da premiação que é o equivalente ao Grammy inglês). O Blur definitivamente era a banda número 1 da Inglaterra e seus integrantes, principalmente Damon, se tornavam celebridades.

O sucesso do Blur abriu o caminho para o sucesso de uma série de bandas como Pulp, Supergrass, Elastica e principalmente do Oasis. O Oasis teve um excelente ano em 1994 quando lançou seu disco de estréia "Definitely Maybe" e se tornou uma das mais promissoras bandas da Inglaterra. O suficiente para a mídia lançar uma verdadeira guerra entre Blur x Oasis, com direito a várias trocas de farpas entres os integrantes das duas bandas pela imprensa. As gravadoras das duas bandas adoraram a idéia e passaram a explorar a rixa na imprensa.

O Blur passou metade de 1995 trabalhando em seu novo disco, "The Great Escape", e tocando alguns shows esporádicos, inclusive o lendário show "Mile End" no estádio de Wembley lotado.

Em agosto surge o primeiro single de "The Great Escape", da música "Country House". Por iniciativa da gravadora, o lançamento de "Country House" foi atrasado em uma semana para coincidir com o lançamento de "Roll With It", o novo single do Oasis. O Blur saiu vencedor da batalha, "Country House" ficou no primeiro lugar na parada. A Flood e a EMI fizeram uma festa para comemorar o fato mas a "guerra" com o Oasis não agradava a banda, principalmente a Graham Coxon, o que levou a alguns desentendimentos internos no Blur.

De fato, quando "The Great Escape" foi lançado, a crítica recebeu o disco com elogios rasgados e entuasiasmados e as vendagens foram excelentes. O disco trazia a sonoridade de "Parklife" levada às últimas conseqüências, com produção grandiosa e a mesma temática, centrada em personagens irônicos como o "Ernold Same", "Dan Abnormal" e o "Charmless Man", das músicas de mesmo nome. O disco também teve grandes hits, como "Country House", "The Universal" e a própria "Charmless Man" e até então foi o disco mais bem sucedido do Blur nos Estados Unidos, vendendo apenas 120 mil cópias.

Só que a estratégia da rivalidade com o Oasis se mostrou muito prejudicial ao Blur. O Oasis lançou seu segundo disco, "What's the Story (Morning Glory)?" que teve um sucesso ainda mais avassalador que o de "Great Escape". E quando o Oasis conquistou a América, vendendo cerca de 5 milhões de cópias, as comparações foram inevitáveis.

A partir daí, o som do Blur passou a ser tratado como superado e ninguém via muito futuro para eles. A postura da crítica com relação ao álbum "The Great Escape" mudou radicalmente, a ponto do disco ser considerado de fracasso (embora tenha vendido muito bem), argumentando que no disco a banda mais parecia uma paródia de si mesma na preocupação de repetir o fenômeno de "Parklife".

De fato, a banda quase acabou no início de 1996. Em março, após o final de uma turnê nos EUA, Damon Albarn viaja para a Islândia para descansar e volta completamente reanimado. Em junho eles tocam o último show daquele ano em Dublin, na Irlanda, onde tocam pela primeira vez as músicas "Song 2" e "Chinese Bombs". Era um claro sinal de que o Blur re-inventando a si mesmo novamente. As músicas foram compostas após um encontro entre Damon e Stephen Malkmus do Pavement. Após o show a banda retornou para Islândia, onde iniciaram as gravações de seu quinto disco.

Durante o tempo em que estavam na Islândia, a relação entre os integrantes da banda melhora sensivelmente. Em dezembro de 1996, o Blur retorna à Inglaterra, onde grava a última faixa do novo disco, que foi lançado em fevereiro de 1997. Nessa época, Damon dava declarações a imprensa dizendo não estar mais interessado na rock inglês e que estava fascinado pelo rock alternativo americano, um gênero que Graham Coxon cultuava há anos.

Tanto o álbum, simplesmente intitulado "Blur" quanto o primeiro single "Beetlebum" entram na parada como número 1 em fevereiro de 1997. Em geral as críticas ao novo som do grupo foram um tanto divididas, com alguns críticos considerando que o Blur havia perdido o rumo enquanto que outros publicavam que a banda reconquistava sua posição como uma das mais inovadoras e originais da Inglaterra. Mas o público ainda mostrava uma certa resistência pela mudança no estilo, logo após o seu lançamento o disco rapidamente despencou nas paradas.

Em março, "Blur" é lançado nos Estados Unidos, onde a banda contava com uma nova gravadora, a Virgin, que se mostrou bem mais comprometida na promoção do Blur do que era a SBK. "Song 2" é escolhido pela Virgin e pela banda como o primeiro single americano e a escolha se mostrou um acerto, fazendo da música um hit e finalmente tornando o Blur conhecido nos Estados Unidos. Depois de uma turnê bem sucedida pelos EUA, a banda parte para outros países como Japão e Austrália, onde se tornam grandes também. A boa repercussão do disco em outros países ironicamente se refletiu na Inglaterra, onde a banda voltou a subir nas paradas e definitivamente reconquistou seu espaço.

"Blur" teve ainda os singles de "M.O.R." e "On Your Own" e realmente refletia uma mudança de direção. Dessa vez, a banda parecia mais solta, mais espontânea, as guitarras voltavam a ganhar destaque, trazendo à banda uma levada mais rock e experimental e menos pop. No intervalo entre o fim da turnê e o reinício dos trabalhos no próximo disco, os integrantes do Blur trabalham em projetos próprios. Damon Albarn fez algumas trilhas para filmes e Graham Coxon lançou um álbum solo, "The Sky's Too High".

Em 1998 a banda entra em estúdio com o produtor William Orbit para gravar seu novo álbum, "13", de novo, número 1 nas paradas da Inglaterra. O disco, lançado em 1999, segue o mesmo rumo do trabalho anterior, incorporando alguns elementos da música eletrônica e desta vez ainda mais experimental (embora o primeiro single, "Tender", tenha sido o mais pop do Blur nos últimos anos) e mais uma vez reafirma o Blur como uma das mais influentes bandas da atualidade.

Depois de mais dois singles "Coffee & TV" e "No Distance Left to Run", a banda comemora seus 10 anos de carreira em mais um show no estádio Wembley. O Blur ainda recebeu prêmios pelo videoclip inovador de "Coffee & TV" que conta a impagável saga de uma caixinha de leite (!?!?). Com o fim das atividades de promoção de "13" a banda dá mais uma parada, quando seus integrantes se voltam aos seus próprios projetos.

Sai o segundo disco de Graham Coxon, "The Golden D" e Damon se envolve na banda Gorillaz, que acaba fazendo um enorme sucesso, maior do que o próprio Blur, se levarmos em conta um âmbito mundial. Em 2000 foi lançado o "Best Of", ainda como parte das comemorações pelos 10 anos da banda, contendo uma faixa inédita, "Music is my Radar". Em 2001, mais um disco solo de Coxon, chamado "Crow Sit on Blood Tree". O Blur só volta efetivamente em 2002, quando descobre-se que a banda está gravando um novo disco, tendo Fatboy Slim como produtor.

Também começam a circular boatos sobre uma eventual saída de Graham Coxon, o que acaba se confirmando logo. 2002 marca ainda o lançamento do quarto disco de Coxon, chamado "The Kiss of the Morning". Aparentemente a razão de sua saída da banda foi insatisfação com os rumos que o som do Blur estaria tomando nas gravações do novo disco. "Think Tank" é lançado em 2003. Para o lugar de Coxon, foi recrutado Simon Tong, ex-guitarrista do Verve. "Think Tank" recebeu muito mais críticas negativas do que positivas, e também muitos fãs torceram o nariz para o novo disco do grupo. Essa reação é em parte reflexo da saída de Coxon, muito querido pelos fãs.
O Blur compôs uma música que seria utilizada para a sonda Beagle 2, que iria estudar o planeta Marte. A música era o sinal que o robô iria enviar para confirmar o sucesso do pouso. Infelizmente, por causas ainda sendo investigadas, o sinal não foi ouvido e a sonda fracassou em sua missão...



DISCOGRAFIA

Álbuns da estúdio

*Leisure (1991)
*Modern Life Is Rubbish (1993)
*Parklife (1994)
*The Great Escape (1995)
*Blur (1997)
*13 (1999)
*Think Tank (2003)

Compilações

*The Special Collectors Edition (1994)
*The 10 Year Limited Edition Anniversary Box Set (1999)
*Blur: The Best of (2000)

Ao vivo

*Live at the Budokan (1996)
*Bustin' + Dronin' (1998)


(1991) Leisure

DOWNLOAD











01 - She's So High
02 - There's No Other Way
03 - Bang
04 - I Know
05 - Slow Down
06 - Repetition
07 - Bad Day
08 - High Cool
09 - Come Together
10 - Fool
11 - Birthday
12 - Wear Me Down


(1993) Modern Life Is Rubbish

DOWNLOAD











01 - Stereotypes
02 - Country House
03 - Best Days
04 - Charmless Man
05 - Fade Away
06 - Top Man
07 - The Universal
08 - Mr. Robinsons' Quango
09 - He Thought Of Cars
10 - It Could Be You
11 - Ernold Same
12 - Globe Alone
13 - Dan Abnormal
14 - Entertain Me
15 - Yuko And Hiro


(1994) Parklife

DOWNLOAD











01 - Girls And Boys
02 - Tracy Jacks
03 - End Of A Century
04 - Parklife
05 - Bank Holiday
06 - Badhead
07 - The Debt Collector
08 - Far Out
09 - To The End
10 - London Loves
11 - Trouble In The Message Centre
12 - Clover Over Dover
13 - Magic America
14 - Jubilee
15 - This Is A Low
16 - Lot 105


(1994) The Special Collector's Edition

DOWNLOAD










01 - Day upon Day [Live]
02 - Inertia
03 - Luminous
04 - Mace
05 - Badgeman Brown
06 - Hanging Over
07 - Peach
08 - When the Cows Come Home
09 - Maggie May
10 - Es Schmecht
11 - Fried - Blur,
12 - Anniversary Waltz
13 - Threadneedle Street
14 - Got Yer!
15 - Supa Shoppa
16 - Beard
17 - Theme from an Imaginary Film
18 - Bank Holiday


(1995) The Great Escape

DOWNLOAD











01 - Stereotypes
02 - Country House
03 - Best Days
04 - Charmless Man
05 - Fade Away
06 - Top Man
07 - The Universal
08 - Mr. Robinsons' Quango
09 - He Thought Of Cars
10 - It Could Be You
11 - Ernold Same
12 - Globe Alone
13 - Dan Abnormal
14 - Entertain Me
15 - Yuko And Hiro


(1996) Live At The Budokan

DOWNLOAD
CD1
CD2









CD 1
01 - The Great Escape
02 - Jubilee
03 - Popscene
04 - End Of A Century
05 - Tracy Jacks
06 - Mr. Robinson's Quango
07 - To The End
08 - Fade Away
09 - It Could Be You
10 - Stereotypes
11 - She's So High
12 - Girls & Boys
13 - Advert
14 - Intermission
15 - Bank Holiday
16 - For Tomorrow
17 - Country House
18 - This Is A Low
19 - Supa Shoppa

CD 2
01 - Yoko And Hiro
02 - He Thought Of Cars
03 - Coping
04 - Globe Alone
05 - Parklife
06 - The Universal


(1997) Blur

DOWNLOAD











01 - Beetlebum
02 - Song 2
03 - Country Sad Ballad Man
04 - M.O.R.
05 - On Your Own
06 - Theme From Retro
07 - You're So Great
08 - Death Of A Party
09 - Chinese Bombs
10 - I'm Just A Killer For Your Love
11 - Look Inside America
12 - Strange News From Another Star
13 - Movin' On
14 - Essex Dogs


(1998) Bustin' + Dronin'

DOWNLOAD
CD1
CD2








CD 1
01 - Movin' On (William Orbit mix)
02 - Death of a Party (Well Blurred remix)
03 - On Your Own (Crouch End broadway mix)
04 - Beetlebum (Moby's mix)
05 - Essex Dogs (Thurston Moore's mix)
06 - Death of a Party (Billy Whiskers mix)
07 - Theme From Retro (John McEntire mix)
08 - Death of a Party (12" death)
09 - On Your Own (walter wall mix)

CD 2 (recorded live at Peel Acres)
01 - Popscene
02 - Song 2
03 - On Your Own
04 - Chinese Bombs
05 - Movin' On
06 - M.O.R.


(1999) 13

DOWNLOAD










01 - Tender
02 - Bugman
03 - Coffee & TV
04 - Swamp Song
05 - 1992
06 - B.L.U.R.E.M.I.
07 - Battle
08 - Mellow Song
09 - Trailerpark
10 - Caramel
11 - Trimm Trabb
12 - No Distance Left to Run
13 - Optigan 1


(1999) The 10 Year Limited Edition Anniversary Box Set

DOWNLOAD
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6
Parte 7
Parte 8
Parte 9


CD1
01 - She's So High (Edit)
02 - I Know
03 - Down
04 - Sing
05 - I Know (Extended)

CD 2
01 - There's No Other Way
02 - Inertia
03 - I'm All Over
04 -There's No Other Way (Blur Remix)
05 - Won't Do It
06 - Day upon Day (Live)
07 - There's No Other Way (Extended)

CD 3
01 - Bang
02 - Explain
03 - Luminous
04 - Berserk
05 - Bang (Extended)
06 - Uncle Love

CD 4
01 - Pop Scene
02 - Mace
03 - Badgeman Brown
04 - I'm Fine
05 - Garden Central

CD 5
01 - For Tomorrow (Single Version)
02 - Into Another
03 - Hanging Over
04 - Peach
05 - Bone Bag
06 - When The Cows Come Home
07 - Beachcoma
08 - For Tomorrow (Acoustic Version)
09 - For Tomorrow (Visit To Primrose Hill Extended)

CD 6
01 - Chemical World (Single Edit)
02 - Young & Lovely
03 - Es Schmecht
04 - My Ark
05 - Maggie May
06 - Chemical World (Reworked)
07 - Never Clever (Live)
08 - Pressure on Julian (Live)
09 - Come Together (Live)

CD 7
01 - Sunday, Sunday
02 - Dizzy
03 - Fried
04 - Shimmer
05 - Long Legged
06 - Mixed Up
07 - Tell Me Tell Me
08 - Daisy Bell (A Bicycle Built For Two)
09 - Let's All Go Down The Strand

CD 8
01 - Girls & Boys
02 - Magpie
03 - Anniversary Waltz
04 - People In Europe
05 - Peter Panic

CD 9
01 - To The End
02 - Girls & Boys (Pet Shop Boys 7'' Mix)
03 - Girls & Boys (Pet Shop Boys 12'' Mix)
04 - Threadneedle Street
05 - Got Yer!

CD 10
01 - Parklife
02 - Beard
03 - To The End (French Version)
04 - Supa Shoppa
05 - Theme from An Imaginary Film

CD 11
01 -End Of A Century
02 - Rednecks
03 - Alex's Song

CD 12
01 - Country House
02 - One Born Every Minute
03 - To the End (La Comedie)
04 - Country House (Live)
05 - Girls & Boys (Live)
06 - Parklife (Live)
07 - For Tomorrow (Live)

CD 13
01 - Universal
02 - Ultranol
03 - No Monsters In Me
04 - Entertain Me (Live It! Remix)
05 - Universal (Live)
06 - Mr. Robinson's Quango (Live)
07 - It Could Be You (Live)
08 - Stereotypes (Live)

CD 14
01 - Stereotypes
02 - Man Who Left Himself
03 - Tame
04 - Ludwig

CD 15
01 - Charmless Man
02 - The Horrors
03 - A Song
04 - St. Louis

CD 16
01 - Beetlebum
02 - All Your Life
03 - Spell For Money
04 - Beetlebum (Mario Caldato, Jr. Mix)
05 - Woodpigeon Song
06 - Dancehall

CD 17
01 - Song 2
02 - Bustin' + Dronin'
03 - Country Sad Ballad Man (Live Acoustic Version)
04 - Get Out Of Cities
05 - Polished Cities

CD 18
01 - On Your Own
02 - Chinese Bombs (Live At Peel Acres)
03 - Movin' On (Live At Peel Acres)
04 - M.O.R. (Live At Peel Acres)
05 - Pop Scene (Live At Peel Acres)
06 - Song 2 (Live At Peel Acres)
07 - On Your Own (Live At Peel Acres)

CD 19
01 - M.O.R. (Alan Moulder Road Version)
02 - Swallows In The Heatwave
03 - Movin' On (William Orbit Remix)
04 - Beetlebum (Moby's Minimal House Mix)

CD 20
01 - Tender
02 - All We Want
03 - Mellow Jam
04 - French Song
05 - Song 2

CD 21
01 - Coffee & TV
02 - Trade Stylee (Alex's Bugman Remix)
03 - Metal Hip Slop (Graham's Bugman Remix)
04 - X-Offender (Damon / Control Freak's Bugman Remix)
05 - Coyote (Dave's Bugman Remix)

CD 22
01 - No Distance Left To Run
02 - Tender (Cornelius Remix)


(2000) The Best of Blur

DOWNLOAD










CD 1
01 - Beetlebum
02 - Song 2
03 - There's No Other Way
04 - The Universal
05 - Coffee and TV
06 - Parklife
07 - End Of A Century
08 - No Distance Left To Run
09 - Tender
10 - Girls And Boys
11 - Charmless Man
12 - She's So High
13 - Country House
14 - To The End
15 - On Your Own
16 - This Is A Low
17 - For Tomorrow
18 - Music Is My Radar

CD 2 - Live at Wembley Arena, 11/12/1999
01 - She's So High
02 - Girls & Boys
03 - To The End
04 - End of a Century
05 - Stereotypes
06 - Charmless Man
07 - Beetlebum
08 - M.O.R.
09 - Tender
10 - No Distance Left to Run


(2003) Think Tank

DOWNLOAD











01 - Ambulance
02 - Out Of Time
03 - Crazy Beat
04 - Good Song
05 - On The Way To The Club
06 - Brothers And Sisters
07 - Caravan
08 - We've Got A File On You
09 - Moroccan Peoples Revolutionary Bowls Club
10 - Sweet Song
11 - Jets
12 - Gene By Gene
13 - Battery In Your Leg


( ) The Fab Album

DOWNLOAD










01 - Don't Bomb When You're The Bomb (demo)
02 - To The End - La Comedie (with Françoise Hardy)
03 - Music Is My Radar
04 - When The Cows Come Home
05 - For Tomorrow (acoustic version)
06 - Hippy Children (with G Holdaway)
07 - I Know (extended)
08 - There's No Other Way (extended version)
09 - Popscene
10 - Maggie Mae
11 - Girls And Boys (Pet Shop Boys mix)
12 - One born Every Minute
13 - Entertain Me (live it remix)
14 - Beetlebum (remix)


( ) Mr. Albarn's Combo

DOWNLOAD











01 - She's So High (live)
02 - Popscene (Live)
03 - Chemical World (late night with Conan O'Brian)
04 - Parklife (Simon Mayo show)
05 - To The End (Glastonbury)
06 - Bank Holidays(Jools Hootenanny)
07 - Jubilee (Top Of The Pops)
08 - Girls And Boys (Nulle Part Ailleurs)

Live at Milton Keynes bowl
09 - Badhead
10 - Tracey Jacks
11 - For Tomorrow
12 - Parklife (Jools Hootenanny)

Live at Paris Theatre London
13 - Top Man
14 - Mr Robinson Quango
15 - Charmless Man
16 - It Could Be You
17 - Stereotypes
18 - Country House
19 - Globe Alone


6 comentários:

Spencer disse...

Cara, a sua discografia do Blur, é simplesmente FASNTASTICA! A mais completa q eu ja achei até hoje! Mto obrigada! =)

RamonRamyres disse...

Valeu camaradinha....

Mari Mcfly disse...

Bah valeu guri #)

Anônimo disse...

Qual a senha para descompactar o The best of Blur?!

Anônimo disse...

links quebrados ):

Haru disse...

os links estão quebrados .-.

Postar um comentário

 
RamonR