Maria do Relento

Photobucket

Dois irmãos e seus amigos levavam a vida sossegados com a banda "Qual?", seguindo conformadamente a tradição roqueira de Porto Alegre. Mas uma família pode guardar surpresas. Enquanto os tais irmãos, Nino Lee e Kako Kanídia tocavam terror na banda, um terceiro, o mais novo (Peppe Joe), desenrolava os cabos, montava os amplificadores e servia de burro de carga.

Num belo dia, o irmão cantor (Nino Lee), atrasou-se para o ensaio e o pobre irmão roadie, com seu serviço de montagem já realizado, juntou-se ao resto da turma (Kako, o guitarrista Luciano Loira, o baixista Ricardo Pêdo e o baterista Jazzner Mess) em uma jam session.

Como quem não quer nada, começou a entoar algumas letras que vinha fazendo na surdina. Fossem elas inspiradas em seu ídolo, o apresentador Sílvio Santos, ou em histórias familiares, o resultado era sempre o mesmo: canções hilariantes.

Não se sabe precisamente se os músicos riam tanto por já estarem de boca aberta de tamanha perplexidade ou se estavam perplexos de tanto rir. Nino Lee, como bom irmão e homem de visão que é, quando chegou, aderiu à onda. A "Qual?" acabava ali. Surgia assim a impagável, incontestável e irresistível MARIA DO RELENTO. Assim contam as lendas...

Por esses mesmos tempos, estouraram nas rádios de todo o país os Raimundos, com seu puteiro nordestino. Ao passarem por Porto Alegre, logo deram de cara com uns fãs estranhos, vestidos em ternos exóticos. A identificação foi imediata. Figurinhas trocadas, imediatamente sairam juntos para a estrada. Enquanto a Maria do Relento arrebentava na abertura de shows por toda a região sul, algumas das músicas de sua fita demo acabaram caindo nas graças das FM's rock. Aí não teve mais jeito...

Depois da temporada com os Raimundos, a Maria do Relento continuou desencavando espaço por lugares pouco trilhados dos interiores da região sul. As conseqüências foram cinco hits quase que simultâneos nas rádios, que até então pouco arriscavam em rock, e uma série crescente de shows individuais, com público cada vez maior.

Não tinha mais jeito, o furor gerado pelo grupo passava a repercutir no centro do país, chamando a atenção do produtor Carlos Eduardo Miranda, diretor do selo Excelente Discos/Polygram, que acabou lançando-os nacionalmente. De 95 em diante o grupo passou a integrar o 1º time do rock nacional, percorrendo uma estrada invejável na difícil cena musical brasileira.

A turnê que divulgou o primeiro trabalho da banda (o homônimo "Maria do Relento" de 1995), ultrapassou os dois anos, levando o grupo a mais de 200 shows realizados. Assistidos por um público incontável, o grupo dividiu o palco com bandas como Barão Vermelho, Cidade Negra, Ira, Titãs, Paralamas do Sucesso, Fernanda Abreu, Big Montain, Mamonas Assassinas, além dos Raimundos.

Colecionando uma série de prêmios, fruto de shows e performances energéticas e carismáticas, acabaram recebendo o troféu Açorianos (mais importante premiação musical do Rio Grande do Sul) em 96.

O sucesso conquistado pelo grupo ainda os levaria a programas de TV como Jô Soares Onze e Meia e Programa Livre, além de emplacarem dois videoclipes simultâneos na MTV, "Ritmo de Festa" e "Conhece o Mário", este último concorrendo à clip da "Escolha da Audiência", entre os melhores daquele ano.

Em 1997 a banda já começa com o pé direito ao estourar nas rádios o hit "Epilético", da Doiseumindoisema (lendário grupo do inigualável Diego Medina), produzida por Edu K, dando continuidade a um trabalho sempre voltado à satisfação de seu público. Isso proporcionou com que o grupo voltasse a ser a banda de rock com maior número de shows no Rio Grande do Sul.

Depois do sucesso de "Epilético" as portas se abriram novamente para o grupo. E em maio de 1998 a Maria assinou contrato com sua nova gravadora, o selo Antídoto/Acit. O novo trabalho foi gravado em três meses e teve produção Thedy Corrêa e Edu K. Além de fazer um ótimo trabalho de produção, Thedy ainda foi peça fundamental nos arranjos vocais das novas músicas. O resultado de tudo isso foi o disco "Movido A Gás" com 13 faixas.

A primeira música de trabalho foi mais um sucesso nas rádios: "O Vagabundo", versão alucinante do clássico dos Incríveis. O clipe de "O Vagabundo" fez com que a Maria do Relento concorresse mais uma vez na MTV, desta vez na categoria Melhor Videoclipe de Animação. Outras músicas de "Movido A Gás" que tocaram muito nas rádios foram "Fevereiro", "Corcel 72" e "Meio Devagar".

Dois anos se passaram na turnê "Movido A Gás" e a Maria decidiu lançar outro disco. Em setembro de 2001 foi lançado o terceiro cd do grupo: "Histórias Pra Contar". Com a produção de Beto Machado (que já trabalhou em discos de Raimundos, Pavilhão 9 e Ultramen) "Histórias Pra Contar" saiu como a banda queria.

Logo de cara colocaram nas rádios a empolgante "Beep-beep (Vamos Voar)" que ficou várias semanas em execução. O segundo hit foi "Zero A Zero" (versão de "Minus Zero", clássico dos anos 80 da banda Lady Pank).

Logo entrou o peso de "Carburaburana" e na sequencia rolou a música tílulo "História Pra Contar" no final de 2002 fazendo com que a Maria fechasse o ano com inúmeros shows. Ainda neste ano a banda ficou várias semanas com o clipe de "Conhece o Mário" rolando no programa Piores Clipes Do Mundo da MTV, apresentado por João Gordo.

Em abril de 2003 a banda entra em estúdio novamente. O novo cd, intitulado "Operação Tocaia", foi gravado em um mês e meio e teve como produtor Thedy Corrêa, que já tinha trabalhado com a banda no cd Movido A Gás. O resultado pode ser visto em junho de 2003 nas lojas e logo de cara se nota um trabalho mais pop, mas sendo a mesma Maria de sempre (guitarras distorcidas presentes).

Mas a principal mudança não está no som da banda e sim na sua formação. A partir de abril daquele ano, a banda passou a ser um quarteto. Nino Lee (um dos vocais) e Luciano Loira (guitarra) deixaram o grupo para se dedicar a projetos pessoais.

Mesmo assim a Maria seguiu adiante com seu novo disco. O primeiro single foi "Nem Todo Dia É Igual", uma balada com refrão poderoso. Operação Tocaia também foi o primeiro trabalho da banda a não contar com alguma versão, sendo um disco bem mais intimista.

Em 2005 o grupo lança seu quinto CD, "Terapia Kamikaze" com produção da própria banda e de Luciano Albo, ex-integrande da lendária Cascavelletes. É o quarto lançamento pelo selo Antídoto, nele a banda continua investindo em um rock de melodias simples e contagiantes, sem perder o alto-astral que sempre a caracterizou, como pode ser confirmado na primeira música de trabalho "Quando O Sol Entrar".

Contando com 12 músicas inéditas (inteiramente compostas pela Maria do Relento), o álbum traz uma nova formação que passou a contar com o guitarrista Guilherme Barros, que muito acrescentou na sonoridade do disco e da banda.

Além disso, há as participações muito especiais de Frank Jorge na música "Um Tanto Estranho" e de Veco Marques, em "Diferenças". "Terapia Kamikaze" é um CD com várias facetas, que agrega um pouquinho de tudo que foi feito nos quatro discos anteriores da Maria do Relento. Mas, apesar do seu forte apelo pop, o grupo ainda não deixou de ser aquilo que, na verdade, sempre foi: uma banda de rock.

Após 15 anos de carreira, a maioria das bandas acabam deixando vestígios guardados no baú ou que foram esquecidos de lançar... Com a Maria do Relento, não poderia se diferente. A banda lançou em 2007 o CD "Sobras", que engloba todo o material “esquecido” ao longo dos anos.

"Sobras" registra uma fase diferente da banda, que já foi mais escrachada e ainda contava com seus integrantes originais Nino Lee (vocais) e Luciano Loira (guitarra). O CD de 15 faixas conta ainda com participações de amigos como Thedy Correa e Serginho Moah além de uma banda antenada em misturar aspectos da cultura pop em nome de seu bom humor.

As faixas se dividem entre composições mais ingênuas e outras da fase pós anos 2000, mais maduras e trabalhadas. Para quem conferir o CD, será possível perceber que a Maria não se limita ao rock, diversificando os ritmos, fazendo funk, baladas, tango e até repaginando um clássico do cancioneiro gaudério.

Assim como qualquer CD de lado B e demos, apresenta seus altos e baixos, mostrando faixas que talvez não tenham tido o carinho e a atenção merecidos na época de sua concepção mas que agora servem como garantia de um novo prato da Maria do Relento.

A banda está novamente em estúdio produzindo mais um novo trabalho. Este será o sétimo album da carreira da Maria do Relento. Ele está sendo gravado nos Estúdios Forte Apache, Beira-Rio e Acit. O CD será lançado ainda esse ano por que a festa não pode parar...


Discografia

* Maria do Relento - 1995
* Movido a Gás - 1998
* Histórias para Contar - 2001
* Operação Tocaia - 2003
* Terapia Kamikaze - 2005
* Ataque colorado - 2006
* Sobras - Raridades e Obscuridades de Um Passado Distante - 2007

Formação Atual

* Peppe Joe - vocal
* Guilherme Barros - guitarra
* Kako Kanidia - guitarra
* Ricardo Pêdo - baixo
* Jazzner Mess - bateria



Os discos desta tão querida banda para download:


(1995) Maria do Relento












01. É fácil dizer adeus
02. ET
03. Ritmo de Festa
04. Conhece o Mário
05. Lageado
06. A Cuca te pega
07. Arrá
08. 5 x 1
09. Leite com uva
10. PIM
11. Bixo de pé
12. Tião Galinha (E a Teoria da Relatividade Independente)
13. Melara
14. Sliztacks






(1998) Movido A Gás













01 - O Vagabundo
02 - Corcel 72
03 - Meio Devagar
04 - Fevereiro
05 - Hey Terence Hill
06 - Epilético
07 - Virgínia
08 - Macumba
09 - Colégio Não
10 - Papo Ganso
11 - O Vagabundo (mix motion)
12 - É Fácil Dizer Adeus (ao vivo)
13 - Macumba (acústica)






(2001) Histórias Pra Contar













01 - Essa Canção
02 - Histórias Pra Contar
03 - Beep Beep
04 - Vivia Passando
05 - Espaço Sideral
06 - Minus Zero
07 - Carburaburana
08 - Vem Abaixo
09 - Monge Tibetano
10 - Vou Me Acostumar
11 - Diga Que Eu Não Estou






(2003) Operação Tocaia













01 - Dois Lados
02 - Nem Todo Dia É Igual
03 - Só Uma Vez
04 - Tocaia
05 - Náufrago
06 - Ela Já É Mulher
07 - Hardcore Do Senhor
08 - Eu Não Esqueço
09 - Tiro Certo
10 - Quero Te Levar
11 - Lembrança Do Senhor Do Bonfim






(2005) Terapia Kamikase













01 - Romantismo Sem-Vergonha
02 - Quando O Sol Entrar
03 - Lugar Perfeito
04 - Pode Apostar Que Sim
05 - Um Tanto Estranho
06 - Rock star
07 - Comida Japonesa
08 - Prometi Esquecer
09 - O Que Eu Ainda Faço
10 - Retrato Falado
11 - Diferenças







(2007) Sobras













01 - ET de Varginha
02 - Forest Gump
03 - Erasmo
04 - Síndrome de Dal
05 - Evita
06 - Que Neguinha Boa
07 - 7 Dentes
08 - Lança Perfume 97 (com Thedy Corrêa)
09 - Tchuin
10 - A Carta
11 - Fevereiro RJ
12 - Zero a Zero (Minus Zero) - Versão Acústica
13 - Só o Tempo Vai Dizer (The Middle)
14 - Nem Todo Dia é Diferente
15 - Flores Roubadas




13 comentários:

nicolas- sao paulo/SP disse...

excelente material sobre a banda, completo, parabens

RamonRamyres disse...

Valeu Nicolas, também adoro a Maria...

Abraço

Severo - Carazinho/RS disse...

bah.....mto massa essa discografia aew......
parabens ao dono do blog........
sou fã da Maria.....
achei q naum ia mais encontrar os discos, mas aki estaum..........
mto obrigado.......show d bola.....
fui........

Anônimo disse...

Muito bom! eu só conhecia uma música da banda, e quando parei para prestar atenção nas músicas da banda eu me apaixonei por várias delas! Eles são muito bons!
Eu não sei como retribuir essa grande maravilha que foi ter conhecido melhor através deste blog o trabalho da banda Maria do Relento!
Grande banda!
Grande atitude! Valeu obrigado.

Anônimo disse...

Excelente o blog, eu escutei pouca coisa da banda, mais agora ouvi a discografia e virei fã.

Anônimo disse...

Maravilha hein! baita material!!

Anônimo disse...

BAH FIKO MT TRI OS DISKOS DA BANDA!
MARIA DO RELENTO E SHOW

Anônimo disse...

poxa que material hein?ontem conferi um show deles em braço do norte sc me senti adolecente denovo...15 anos atras eu ja curtia os caras e minha cidade trouxe eles para um show de natal...que presente!!!

Rodrigo disse...

Muito massa! Valeu!

Anônimo disse...

Aqui em Bauru torcemos pela Maria do Relento.

Grande abraço!

Virtz disse...

Aê, term como reativar os links ? : )

Diogo P. P. disse...

links off ainda, infelizmente!!!

Jore Monsour disse...

Também estou a procura... Tudo OFF ainda!

Postar um comentário

 
RamonR