Weezer

Photobucket
A banda Weezer, foi formada em 14 de fevereiro de 1992 em Los Angeles, California por Rivers Cuomo, Patrick Wilson, Matt Sharp e Jason Cropper.

Cinco semanas depois eles fizeram seu primeiro show, abrindo para a banda Dogstar no Raji´s Bar e Ribshack no Hollywood Boulevard. O Weezer começa a tocar em pequenos clubes para pequenas audiências perto de Los Angeles.

Gravam vários demos e assinam em 25 de junho de 1993 contrato com Todd Sullivan, da Geffen Records. A banda começa a gravar seu primeiro álbum no final de agosto de 1993 nos estúdios Lady em Nova York. Ric Ocasek, cantor da banda The Cars, foi escolhido como produtor.

Durante as gravações do álbum de estréia, simplesmente intitulado Weezer, Jason sai da banda, e é substituído pelo guitarrista Brian Bell, que tocava na banda chamada Carnival Art. As partes que Cropper gravou foram regravadas por Cuomo, e Bell substituiu os vocais de Cropper. A gravação do álbum acabou em outubro de 1993, e a banda voltou para Los Angeles.


Em 10 de maio de 1994, o Weezer lança seu primeiro álbum, que ficou conhecido com o The Blue Album. The Blue Album teve diversas músicas que marcaram como "Buddy Holly", "Undone (The Sweater Song)" e "Say it Ain't So". O video de "Buddy Holly" foi incluído no CD-ROM do Windows 95. A popularidade da banda logo cresce e depois de vários meses em turnê pelos EUA e outros países, o Weezer resolve parar por um tempo.

Rivers ingressa na Harvard University, Matt e Pat montam um projeto paralelo chamado The Rentals (que fez bastante sucesso com a música "Friends of P.") e Brian, volta a tocar a banda em que tocava antes do Weezer, o Space Twins.


No fim de 1995, eles se reúnem novamente, e o compositor da banda Rivers Cuomo foi escrever as letras para o segundo álbum da banda, Pinkerton. As músicas dessa seção revelaram muito mais da vida pessoal de Cuomo do que tudo que ele já havia feito anteriormente. Pinkerton foi lançado em 24 de setembro de 1996 e foi imediatamente inundado pelas críticas. As vendas do álbum foram desastrosas se comparadas ao anterior.

O Weezer declarou que iria parar as atividades por tempo indeterminado e desejou nunca ter gravado Pinkerton. A banda também divulgou que gostaria de destruir todas as cópias existentes do álbum. O interessante é que Pinkerton é considerado por muitos fãs como um dos melhores álbuns da banda, e é considerado o álbum cult do weezer. Graças à internet nesse período que a banda parou, eles ganharam milhares de novos fãs.

Em 1998, Matt Sharp anuncia sua saída definitiva do Weezer para se dedicar integralmente ao The Rentals. Para o lugar de Matt, é chamado o baixista Mikey Welsh, que tocava na banda de Juliana Hatfield. Em 1999 a banda volta a se reunir para ensaiar músicas do próximo disco.

Em 2000, o Weezer entra em turnê com um novo álbum. A turnê foi um tremendo sucesso, e lotou na grande maioria das apresentações. Durante a tour, Cuomo começa a escrever novamente, e tocam algumas músicas novas ao vivo. Depois, a banda volta ao estúdio e grava o pop The Green Album.

O álbum foi considerado pelos fãs e pela imprensa especializada como um renascimento do Weezer. Logo depois do lançamento desse álbum, rapidamente o Weezer foi para outra turnê nos Estados Unidos, atraindo milhares de fãs pelo caminho. Um quarto álbum, Maladroit, foi lançado em 2002, e manteve o estilo pop do álbum anterior.

Muitos fãs não gostaram, poís parecia uma continuação do Green Album e eles queriam algo novo. Também não gostaram pelo fato de o álbum estar influenciado pelo heavy metal. O Weezer também tocou em diversos shows com o nome de Goat Punishment. Nesses shows eles vestiam sacos na cabeça e tocaram covers do Nirvana e Oasis.





Em março de 2004, o Weezer lança seu primeiro DVD. Entitulado "Video Capture Device", o DVD consiste em todos os seus video-clipes, shows e vídeos caseiros. O DVD foi muito bem aceito pelo público e foi aclamado pela crítica e pelos fãs.

O sucessor de Maladroit só é lançado em 2005, depois de muitas seções de estúdio. Make Believe dividiu opiniões: enquanto para alguns é o melhor disco da banda desde Pinkerton, para outros trata-se de um incontestável sinal de decadência.




Três anos depois de "Make believe" a banda de Rivers Cuomo lança seu sexto álbum de estúdio. "Weezer", que já está sendo chamado de "red album" em referência à sua capa vermelha, chegou às lojas dos Estados Unidos terça-feira, dia 3 de junho. Produzido por Rick Rubin e Jacknife Lee, o disco segue a conhecida cartilha de Cuomo - riffs de guitarras distorcidas + letras adolescentes - com uma boa dose de ironia e algumas pontinhas de ousadia aqui e acolá.

"Troublemaker", faixa que abre o disco, é dessas típicas "weezerianas": começa com guitarra e voz, vai ganhando bateria e baixo num crescendo, até o refrão explosivo. E trata - como tantas outras composições de Cuomo - de um moleque que não quer saber de livros, deixa o cabelo crescer, se entrega ao heavy metal e o resto é história.

"Dreamin'" é escrita do ponto de vista de um adolescente que precisa "aprender a ser responsável", e a balada "Heart Songs", em que o frontman do Weezer faz a sua playlist das "canções que eu continuo cantando", com direito a Abba, DEVO, Iron Maiden, Slayer e, claro, Nirvana. "De volta a 1991 / eu não estava me divertindo / até que meu colega de quarto disse / venha e toque este novo disco / tinha um bebê na capa / e ele estava pelado..."

A faixa, pueril e sincera, tem uma estrutura cíclica: começa com Cuomo enumerando seus favoritos até se tornar, ele próprio, o autor da música que toca na rádio e que se torna a favorita dos fãs. Soa interessante, até que nos lembramos de "In the garage", faixa de temática semelhante que o Weezer gravou em seu "álbum azul"... 14 anos atrás.

Posicionada estrategicamente bem na metade do álbum, "Everybody Gets Dangerous" surpreende, com guitarras mais pesadas e batidas funkeadas, lembrando de leve o Red Hot Chili Peppers (Rick Rubin trabalhando). A temática, no entanto, é a mesma: como eram loucos aqueles tempos de menino, jogando ovos nos carros, papel higiênico molhado nas cercas, saindo na mão com os amiguinhos... "Deve haver um anjo da guarda / ou algum tipo de destino que temos / Porque deveríamos ter morrido um tempo atrás / do jeito que levávamos as nossas vidas", recorda o cantor, hoje quase quarentão e "salvo" por uma imersão profunda em seu lado espiritual ("Peace, shalom", repete no mantra caretão que fecha o álbum, "The angel and the one").

Mas este disco vermelho tem lá as suas boas surpresas, como "The Greatest Man That Ever Lived (Variations On A Shaker Hymn)". Logo no início da faixa de 5'52 (longa para os padrões da banda), Cuomo encarna um rapper mulherengo e ególatra - "o mais mau dos maus" -, para depois mudar a voz para cantar em falsetes, ou acompanhado por um grande coral, por um piano, por sirenes de polícia ou mesmo por guitarras distorcidas à moda da casa. Por incrível que pareça, uma saborosa salada musical temperada por gangsta rap, hard rock, Beach Boys e Queen, que já está sendo chamada por alguns de "a 'Bohemian Rhapsody'" do Weezer.

Ainda que melodicamente mais manjado, "Pork and Beans", o primeiro single do disco, também traz o seu frescor. Senão pelo embrulho, por sua mensagem. Escrita em resposta à gravadora Geffen, que teria exigido do grupo um punhado de músicas "mais comerciais", Cuomo destila acidez: "Eu vou fazer o que eu quero fazer / não tenho nada para provar a você / (...) Timbaland sabe o caminho para chegar ao topo das paradas / talvez se eu trabalhar com ele eu possa aperfeiçoar a minha arte".

Melhor que a música, ainda, é o clipe que a banda fez para "Porks and Beans". Homenagem à cultura pop da web, que fez mais pela banda do que os beats pré-fabricados dos superprodutores, o vídeo é uma espécie de colagem com as principais celebridades da rede nos últimos anos (ou meses!): tem o carinha do "Numa Numa", Tay Zonday, cantor do hit do YouTube "Chocolate Rain", Kevin Federline e seu "bundão", uma paródia do meme "All your base are belong to us", as fontes de Diet Coke com Mentos e outros. Em pouco mais de dez dias no ar no YouTube, o clipe já é sucesso absoluto, com mais de 5 milhões de hits, e certamente ajudará a ampliar o impacto do novo disco para além do universo dos fãs do Weezer.

Mais generoso com as direções criativas do grupo - menos por seus 38 anos (a serem comemorados no dia 13) e mais, possivelmente, por ter gasto boa parte de suas fichas no recém-lançado disco solo "Alone: The Home Recordings of Rivers Cuomo" - o líder do Weezer divide os holofotes com o restante da banda neste álbum.

Em "Thought I Knew", é o guitarrista Brian Bell quem canta; em "Cold Dark World", o baixista Scott Shriner; e, em "Automatic", é a vez do baterista Pat Wilson assumir os vocais. Seja musicalmente ou nas letras, nenhuma delas chega perto do padrão de qualidade das melhores faixas do Weezer. O fato é que, mesmo sendo a mala sem alça que muitos o acusam de ser, Rivers Cuomo é a alma do Weezer, e esta não mudou muito desde os tempos do nerd que conquistou o mundo cantando a hoje antológica "Buddy Holly". Gostem dele, ou não.

Bandas relacionadas: Homie (projeto paralelo do guitarrista Rivers Cuomo), The Rentals, The Special Goodness (projeto paralelo do baterista Patrick Wilson), Space Twins, Ozma.



A banda conta atualmente com os seguintes membros:

Rivers Cuomo — vocal, guitarra
Brian Bell — backing vocal, guitarra
Scott Shriner — backing vocal, baixo (desde Maladroit)
Patrick Wilson — bateria

Membros anteriores:

Jason Cropper — guitarra (até Setembro de 1993)
Matt Sharp — baixo (tocou no The Blue Album e Pinkerton)
Mikey Welsh — baixo (tocou no The Green Album)


>>> Texto adaptado da Wikipedia por RR.


DISCOGRAFIA OFICIAL:
• Weezer (The Blue Album) (1994, Geffen)
• Pinkerton (1996, Geffen)
• Weezer (The Green Album) (2001, Geffen/Interscope)
• Maladroit (2002, Geffen/Intercope)
• Make Believe (2005, Geffen/Intercope)
• Weezer (The Red Album) (2008, Geffen Records/Interscope)


Garanta a diversão, baixe os discos desta grande banda:



Weezer (Blue Album) (1994) (DeLuxe Edition)

DOWNLOAD










01 - My Name Is Jonas - 3:24
02 - No One Else - 3:04
03 - The World Has Turned And Left Me Here - 4:19
04 - Buddy Holly - 2:39
05 - Undone-The Sweater Song - 5:05
06 - Surf Wax America - 3:06
07 - Say It Ain't So - 4:18
08 - In The Garage - 3:55
09 - Holiday - 3:24
10 - Only In Dreams - 7:59
11 - Mykel And Carli - 02:53
12 - Susanne - 02:44
13 - My Evaline - 00:44
14 - Jamie - 04:18
15 - My Name Is Jonas - 03:40
16 - Surf Wax America - 04:09
17 - Jamie - 04:04
18 - No One Else - 03:26
19 - Undone-The Sweater Song - 05:33
20 - Paperface - 03:01
21 - Only In Dreams - 05:47
22 - Lullabye For Wayne - 3:36
23 - I Swear It's True - 02:57
24 - Say It Ain't So - 04:18


Pinkerton (1996)

DOWNLOAD











01 - Tired Of Sex - 3:01
02 - Getchoo - 2:52
03 - No Other One - 3:01
04 - Why Bother? - 2:08
05 - Across The Sea - 4:32
06 - The Good Life - 4:17
07 - El Scorcho - 4:03
08 - Pink Triangle - 3:58
09 - Falling For You - 3:47
10 - Butterfly - 02:53


Weezer (Green Album) (2001)


DOWNLOAD










01 - Don't Let Go - 2:59
02 - Photograph - 2:19
03 - Hash Pipe - 3:02
04 - Island In The Sun - 3:20
05 - Crab - 2:34
06 - Knockdown Dragout - 2:08
07 - Smile - 2:40
08 - Simple Pages - 2:57
09 - Glorious Day - 2:41
10 - O Girlfriend - 3:50


Maladroit (2002)

DOWNLOAD











01 - American Gigolo - 2:43
02 - Dope Nose - 2:15
03 - Keep Fishin' - 2:52
04 - Take Control - 3:06
05 - Death And Destruction - 2:39
06 - Slob - 3:08
07 - Burndt Jamb - 2:42
08 - Space Rock - 1:55
09 - Slave - 2:53
10 - Fall Together - 2:02
11 - Possibilities - 2:00
12 - Love Explosion - 2:38
13 - December - 3:00


Make Believe (2005)

DOWNLOAD











1 - Beverly Hills - 3:20
2 - Perfect Situation - 4:17
3 - This Is Such A Pity - 3:27
4 - Hold Me - 4:21
5 - Peace - 3:55
6 - We Are All On Drugs - 3:35
7 - The Damage In Your Heart - 4:04
8 - Pardon Me - 4:18
9 - My Best Friend - 2:50
10 - The Other Way - 3:18
11 - Freak Me Out - 3:26
12 - Haunt You Every Day - 4:36



Weezer (2008)

DOWNLOAD











01 - Troublemaker - 2:44
02 - The Greatest Man That Ever Lived (Variations on a Shaker Hymn)- 5:52
03 - Pork and Beans - 3:09
04 - Heart Songs - 4:06
05 - Everybody Get Dangerous - 4:03
06 - Dreamin' - 5:12
07 - Thought I Knew - 3:01
08 - Cold Dark World - 3:51
09 - Automatic - 3:07
10 - The Angel and the One - 6:46

Bonus Tracks

US Deluxe Edition Bonus Tracks
11 - Miss Sweeney - 4:02
12 - Pig - 4:02
13 - The Spider - 4:43
14 - King - 5:11

iTunes Bonus Tracks
15 - It's Easy - 3:10
16 - I Can Love - 3:49

UK Bonus Tracks
17 - The Weight (The Band Cover)
18 - Life's What You Make It (Talk Talk Cover)

Japan Bonus Tracks
19 - Meri Kuri (BoA Cover)
20 - Are Friends Electric






7 comentários:

roberto s. disse...

parabéns pelo blog. pro favor postem:
Chapinhas de ouro - Graforreia Xilarmônica
This is hardcore - Pulp
desde já fico muito grato.

Anônimo disse...

Increible su blog.Podria poner los disdos de weezer en la pagina web en la que colaboro.

Web: La leyenda de Star Wars.

karnaf disse...

hey, what's the password, buddy?

Sandro disse...

Maravilhoso cada disco!!!!
NERD POWER!!!!!!!!!!!

Luciano disse...

Olá Ramon..
Cheguei somente hoje ao blog e vi suas despedidas. Espero que volte e logo, pois pude perceber o belíssimo trabalho que tem feito aqui.
Me deliciei com alguns álbuns, especialmente Cascavelletes, que há muito procurava, e ainda pretendo baixar todos os álbuns que vc disponibilizou.
Porém, tomo liberdade de lhe fazer um pedidom aliás, dois, se não forem demais: que poste novamente os cds do weezer que se expiraram do rapidshare, notadamente pinkerton, green e maladroit e tbm, se vc tiver algo que possa ser compartilhado do Pupilas Dilatadas,
Abraços a todos.

Luciano
lcaldonazo@hotmail.com

Tavinho disse...

Tudo mto bonito e organizado pena q os links do weezer naum funfam =|

RamonRamyres disse...

Tavinho, pena mesmo é tu ter embarcado na canoa furada chamada Firefox 3...Lamento muito...
Só formatando teu HD agora meu chapa...

Postar um comentário

 
RamonR