Grandes discos do Rock Gaúcho 16

Photobucket


O ano acabou... A música no Brasil não tem mais solução, não existe mais, acabou junto com o ano e pra piorar até Tom Jobim foi masacrado pela infame rede globo e suas produções baianescas de péssima qualidade...

Opa, algo errado, esse blog é sobre música de verdade, a feita com qualidade, por quem entende do riscado e para quem sabe separar o lixo do trigo, (ou algo parecido com isso)... O grande ROCK GAÚCHO que já passou a muito as fronteiras do Mampituba, sim amigos, existe ouvidos inteligentes lá pra cima...

O Grandes discos do Rock Gaúcho comemora além do saco vermelho do bom velhinho o encerramento do ano com a impressionante marca atingida de 500.000 visitas, fato que me deixa pra lá de feliz, sabedor que os leitores a cada dia se renovam, mas que existem aqueles que me acompanham desde a primeira postagem. E é para eles que dedico o Volume 16 de nossa coleção.

Obrigado a todos, um ótimo Natal e um ano melhor a todos os visitantes do Durango e espero que gostem dos discos disponibilizados abaixo:

Pública - Como Num Filme Sem Um Fim

Em parceria com o MySpace Brasil, a Pública acaba de lançar virtualmente seu segundo disco: "Como Num Filme Sem Um Fim". O CD chega às lojas de todo o Brasil pela Olele Music no começo de 2009. Enquanto isso, os fãs puderam ouvir o novo trabalho na íntegra no perfil da banda no MySpace por um pequeno tempo. Como ele não está mais a disposição o Durango quebra teu galho.

O quinteto gaúcho se formou em 2001 e lançou seu primeiro álbum, intitulado Pública Apresenta... Polaris, em 2006, pela MONDO77. Transitando com facilidade entre o pop britânico e o rock underground americano, a banda criou sua personalidade com ênfase nas melodias, nas letras e nos arranjos bem acabados, o que já lhes rendeu inúmeros elogios de veículos especializados em música, como a Rolling Stone Brasil, e convites para tocar em vários cantos do País.


Lory Finocchiaro - Lory F. Band

O destino é mesmo irônico com suas vítimas. Pouco antes de ser levada pela Aids, aos 34 anos, em 1993, a compositora, cantora e baixista gaúcha Lory Finocchiaro - irmã da também cantora e compositora Laura Finocchiaro - entrou num estúdio e gravou várias de suas músicas com um verdadeiro timaço de músicos, "band" trazia nada menos que Edinho Galhardi, King Jim, Marcelo Fornazier e Marcio Ramos. A fita ficou arquivada e só se materializou em 95 em um delicioso CD.

Sem exageros, Lory tinha tudo para ser uma nova Rita Lee. Basta ouvir a faixa "Forças". É rock básico, com letra irônica. Infelizmente Lory não viveu o suficiente para dar sequência ao seu trabalho. Mas todos os roqueiros brasileiros agradecem por ela ter deixado este testemunho de vigor musical.


Os Replicantes - Demo-Tape 2008

Saido do forno agora a pouco o novo cd dos Replicantes e ele se chama "Demo Tape 2008". Gravado no estúdio Dub em Porto Alegre, são 9 canções inéditas, que misturam punk rock e suas vertentes nem um pouco “melódicas”. Estão ali músicas como “Maria Lacerda”, um punk rock feminista e anarquista: “..livre de muleta, direito ao prazer sexual, independência social e cultural".

No novo set list aparecem letras do amigo e parceiro Zicco, que compôs, "Sangue Sujo". Há também "Terrorismo sem Bomba", da banda Os Cobaias, na qual Cláudio, Cleber e Zicco faziam parte no início dos 90. "Sai Daqui" é um punk rock que fala daquele amigo que você até gosta, mas não pára de falar, e só fala de si. "Chore Meu Bem" é new wave, para as pessoas que se mantêm alienadas nesse tempo de aquecimento global. “Anti- herói” é a antimúsica. Aquilo que era ficção científica virou mundo real, bem real na canção "Second Life". DEMO TAPE 2008 tem a produção musical de Julio Cascaes e Os Replicantes, e é um disco demo, uma amostra do que a banda tem criado. Vale a pena conferir.


A Tribo – É Muito Mais Rock’n Roll

LP Lançado em 1990, quando integrava a banda A Tribo, com meu amigo Ernani compondo, tocando bateria e cantando. Gravado em sistema analógico com gravador de rolo, num estúdio meia-boca em Porto Alegre, perdeu bastante em qualidade por ter sido registrado a toque de caixa em uma semana com os instrumentos ligados direto na mesa de som, sem amplificadores nem válvulas para esquentar o som. São ótimas composições do Ernani, na linha do Blues, Rock’n Roll e Rythm’n Blues. Também dei minha contribuição na faixa-título. Não saiu em CD. Virou Raridade. Relíquia. Tenho vários. Uma coisa curiosa sobre este disco é que ele quase não saiu por causa da fábrica que prensava os Lps,que estava falindo e funcionava num barracão enpoeirado nos arredores de Porto alegre. Tivemos que ir buscar a caixas de Lps, alguns semi-prontos, no porta-malas de um Corcel dois do guitarrista, com medo de chegar lá e não encontrar fábrica nenhuma. Foi por pouco. Seu lançamento foi um grande acontecimento na cidade, pois naquela época era muito difícil lançar LPs na região.


Pupilas Dilatadas - Antes Tarde do Que Nunca

A banda Pupilas Dilatadas foi formada em Porto Alegre, no rigoroso inverno de 1984, no auge do movimento punk. Suas principais influências foram Sex Pistols, The Clash, Buzzcocks, Ramones, GBH, Stooges, MC5, T.S.O.L., The Exploited, Bauhaus, Cólera, Inocentes e o cinema expressionista alemão. Os shows escandalizavam o público e os donos de bares, danceterias e teatros, devido ao excesso sonoro e visual. Foram centenas no RS, SC, PR e SP. Inicialmente, com um som experimental, utilizavam-se de microfonias, facões, furadeiras, etc...

Com a saída do vocalista e performer Gustavo Brum, em 1988, iniciou-se uma nova fase baseada no "Power Trio", fazendo um HC poderoso, influenciado pelos grupos da costa-oeste norte americana e tendo contato exclusivo com Jello Biafra. A formação básica variava entre Phillip Ness nas guitarras, Fernando Bohrer nas microfonias, Duda Boeckel na bateria e Celso Kiesling no baixo. Neste mesmo período, a banda participou do curta-metragem "A voz da Felicidade" de Nelson Nadoti e foi citado nos livros "ABZ do Rock Brasileiro" de Marcelo Dollabela (Ed. Estrela do Sul, MG/1987) e "Barulho" de André Barcinsk (Ed. Paulicéia, SP-SP/1992).

Nos anos 90 a banda reduziu o número de shows, mas era sempre convidada para tocar, representando o movimento punk, que já estava quase extinto no Brasil. E, em 1994, após completar dez anos de estrada, a banda "deu um tempo". Devido a tantas citações em livros e catálogos de música nacionais e internacionais, como sendo "a banda do punk gaúcho", a nova geração do público punk, imprensa e "amigos" incentivaram a volta da banda aos palcos em 2002.


Mas chega de conversa, vamos ao que interessa, os discos:


Pública - Como Num Filme Sem Um Fim (2008)













01 - Quarto das Armas
02 - 1996
03 - Canção de Exílio
04 - Casa Abandonada
05 - Vozes
06 - Sessão da Tarde
07 - Há Dez Anos Ou Mais
08 - Como Num Filme Sem Um Fim
09 - Último Andar
10 - Justiceiro
11 - Luzes






Kleiton & Kledir - Kleiton & Kledir (1980)













01 - Fonte da Saudade
02 - Vinho Amargo
03 - Cuña Pajé
04 - O Crooner do Cabaret
05 - A Roda da Fortuna
06 - Maria Fumaça
07 - Vira Virou
08 - Viração
09 - Insônia
10 - Tassy






Comunidade Nin-jitsu - Maicou Douglas Syndrome (2001)













01 - Cowboy
02 - Ah! Eu Tô Sem Erva
03 - Patife
04 - Não Agüento Mais
05 - Amazônia X Colômbia
06 - Chutá o Balde
07 - Arrastão do Amor
08 - M D Syndrome
09 - Ejaculação Precoce
10 - Fazê a Cabeça
11 - Primo Morango
12 - Guri de Dois
13 - Ah! Eu Tô Sem Erva (mix 2ª edição)






Lory F. Band - Lory F. Band (1995)













01 - Baleada Noturna
02 - Get Togheter
03 - Time Runaway
04 - Pro Amor Viver em Paz
05 - Wasting Time
06 - Vantagem
07 - Forças
08 - Fera Solitária
09 - Bebidas Fuertes
10 - Todo Mundo
11 - Vício






Dr. Medo - Dr. Medo (2004)













01 - Você Já Sabe
02 - Ficar com Você
03 - Amanhã
04 - Um Lugar Ao Blues
05 - Tudo Ou Nada
06 - Me Enganaram
07 - Na Retina
08 - Rosas de Cera
09 - Luzes
10 - Toda Noite
11 - Vertentes
12 - Sem Sangue






Os Replicantes - Demo Tape (2008)













01 - Maria Lacerda
02 - Sangue Sujo
03 - Anti-herói
04 - Alguém Explica
05 - Terrorismo Sem Bomba
06 - Sai Daqui
07 - Second Life
08 - Chore Meu Bem
09 - Solo É Pra Minhoca
10 - Papeu de Mau (Bônus Track Durango)






A Tribo - É Muito Mais Rock' n' Roll (1990)













01 - É Muito Mais Rock 'n Roll
02 - Não Precisa Voltar
03 - Quem Se Grila, Grila
04 - A Mesa
05 - Remédio do Dia A Dia
06 - Nascer
07 - Me Deixe Blue
08 - Onde Está
09 - Essa É Uma História Real
10 - Só Quero O Normal






Pupilas Dilatadas - Antes Tarde do que Nunca (2000)













01 - Planeta Estranho
02 - CPF Zero Zero
03 - O Dia Em Que Cid Moreira Morreu
04 - A Lei É A Lei
05 - Militar Não! Muito Obrigado!
06 - Uma Bomba Nuclear Pode Estragar Seu Dia
07 - Maníaco Depressivo
08 - Psicose
09 - Porões E Garagens
10 - Superavit de ódio
11 - Mais Uma Noite
12 - Não Existe Vida






Fughetti Luz - Fughetti Luz (1998)













01 - Solitário Rocker
02 - Tocha
03 - Tempo Feiticeiro
04 - História, Estória
05 - Alquimia
06 - Deixe Rolar
07 - Canção Para Um Amigo
08 - Aurora
09 - Shanti
10 - Homem Que Caminha Nas Calçadas
11 - Força Interior
12 - Insatisfeito
13 - Seguir Além
14 - Resgate
15 - Hou... Xou...






Carlos Maltz - A Irmandade Interplanetária (1997)













01 - Recomeçar
02 - Ondas I
03 - Pode Ser Apenas
04 - Torre De Babel
05 - Guerra Santa I
06 - Afuera
07 - Canção Agalopada
08 - Ondas II
09 - Fuga
10 - Depois De Nós
11 - Todos Um
12 - Guerra Santa II

3 comentários:

Mestre Splinter disse...

Bá, loco! Valeu meeeeesmooooo pelo disco do Fughetti! Esse tava osco de achar!

Muchas, muchíssimas gracias, paisano!

Um baita abraço!!!

Anônimo disse...

otimo informativo, pena q os links stao vazius

Anônimo disse...

Mestre, tem como atualizar os links?

Postar um comentário

 
RamonR