The Doors

Photobucket
O Doors surgiu nos EUA no fim da década de 1960 e princípio da década de 1970. O grupo era composto por Jim Morrison, (08/12/1943, Melbourne - Flórida, vocais), Ray Manzarek, (12/02/1939, Chicago - Ilinois, teclados), Robby Krieger (08/01/1946, Los Angeles - Califórnia, guitarra) e John Densmore (01/12/1944, Santa Mônica - Califórnia, bateria). A banda recebeu influências de diferentes estilos musicais, como o Blues, Jazz, Flamenco e a própria Bossa Nova.



A música mais bem sucedida da banda foi, com certeza, a bela "Light My Fire" Os Doors foram a outra cara da geração Sgt Pepper's. Enquanto grupos como Beatles e a turma de São Francisco buscavam paz, amor e uma vida alternativa, os Doors apontavam para o lado do caos, da revolta. À frente de tudo estava Jim Morrison, o novo apóstolo o rock, que entendia que os tempos eram perigosos e assassinos. Curiosamente, Morrison não tinha a pretensão de ser cantor. Não se interessava tanto por rock e via na música apenas um meio para canalizar suas aspirações poéticas e artísticas.


O grupo foi formado em 1965 em Los Angeles após um encontro de estudantes de cinema da UCLA, (um dos companheiros de classe da dupla era o futuro diretor de cinema Francis Ford Copola). Nesse encontro, Morrison cantou alguns poemas para Manzarek entre os quais "Moonlight Drive". Manzarek já tocava numa banda chamada Rick And The Ravens, enquanto Krieger e Densmore tocavam nos The Psychedelic Rangers, mas conheciam Manzarek por frequentarem juntos aulas de meditação...

A banda foi buscar o nome no livro The Doors Of Perception de Aldous Huxley, que por sua vez o tinha ido buscar a um poema de William Blake, artista e poeta do século XVIII que dizia: "If the doors of perception were cleansed, everything would appear to man as it is, infinite" (se as portas da percepção fossem abertas, tudo apareceria ao homem como realmente é, infinito).

Gravaram uma demo, foram rejeitados por algumas gravadoras e pararam na Elektra, indicados por Arthur Lee, do Love. O primeiro álbum saiu em janeiro de 1967 e se chamava apenas The Doors. Misturando doses de hedonismo, sexo e violência psicológica, o disco só emplacou meses depois, quando a música "Light My Fire" foi lançada em uma versão editada em compacto. Mas a faixa de maior impacto foi "The End", uma verdadeira viagem de 11 minutos que tinha a imortal frase: "Pai, quero te matar / Mãe, quero te foder". A música se tornou uma das favoritas dos soldados no Vietnã - mais tarde "The End" foi aproveitada pelo diretor Francis Ford Coppola, em seu épico sobre o Vietnã, Apocalipse Now.

A batida "jazzística" de Densmore, o bailado das teclas de Manzarek, que com a mão esquerda tocava as partes que deveriam ser tocadas pelo baixo, e a guitarra de Krieger, que mostrava grandes influências do flamenco, da música indiana, do blues e da guitarra clássica, combinadas formavam um som original.

Muitas das músicas dos Doors eram feitas em conjunto: Morrison normalmente fazia as letras e parte da melodia, enquanto os outros trabalhavam no ritmo e composição da música. Morrison uma vez passeava numa praia da Califórnia com Manzarek, quando passaram por uma garota negra, tendo escrito, baseado nisso, em apenas uma noite, a letra de "Hello I Love You", referindo-se à moça como "dusky jewel" (jóia negra).

Os Doors eram a banda numero 1 da América e Jim Morrison, o maior símbolo sexual do rock desde Elvis Presley. Os shows eram caóticos, com Morrison provocando o público e as autoridades. Em dezembro de 1967, ele foi preso por em pleno palco depois de ridicularizar um policial num show em New Haven.

Morrison criava casos em programas de TV e abusava da bebida e das drogas psicodélicas. Apesar de alguns críticos acharem que o melhor momento do grupo foi o primeiro disco, os álbuns Strange Days e Waiting For The Sun venderam bem e trouxeram vários clássicos: "People Are Strange", "When The Music Is Over", "Hello, I Love You", "The Unknow Soldier"... Esta última uma firme condenação à guerra foi banida das rádios. O disco seguinte, The Soft parade (1969), foi muito criticado por sua produção exagerada.

Quando se apresentaram no famoso Ed Sullivan Show, que já tinha mostrado grandes bandas como os Beatles, Rolling Stones e The Who para o público, censores exigiram que o grupo alterasse a letra de "Light My Fire", mudando o verso "Girl we could’t get much higher" para "Girl we couldn’t get much better". No entanto, Morrison cantou a letra original, como era uma apresentação ao vivo, nada pode ser feito.

Apesar das sabotagens de Morrison, o grupo continuava indo bem. Em 1969, foram vendidos antecipadamente todos os ingressos para um show no Madison Square Garden. Nesse período, Morrison começou a frequentar os shows dos Living Theatre, uma trupe que permitia que as coisas mais escabrosas acontecessem no palco. O vocalista ficou tão impressionado que resolveu usar algumas técnicas chocantes do Theatre no próximo show dos Doors, que aconteceria em Miami.

O dia 1º de março de 1969 nunca será esquecido pelos fãs dos Doors. Morrison iria cantar em Miami, um lugar que trazia para ele péssimas recordações e traumas. O local do show, chamado Dinner Key, acomodava no máximo 7 mil pessoas e cerca de 13 mil se acotovelavam para ver o palco. O calor era insuportável e a banda demorou
para entrar em cena por causa de problemas com a organização.

Quando o grupo atacou "Touch Me", Morrison ordenou que a platéia tirasse a roupa. Depois, berrou: "Vocês são um bando de idiotas, suas faces estão enfiadas na merda do mundo... Querem ver meu pau?" O público subiu no palco e destruiu tudo. Até hoje ninguém sabe se realmente Morrison colocou seu membro para fora. O escândalo foi tão grande que os Doors foram banidos praticamente de todos os palcos dos EUA.



Jim Morrison foi acusado de bebedeira, desordem e comportamento indecente. No final, acabou sendo condenado a sete meses de prisão e pagou uma multa de 500 dólares. Os advogados do cantor apelaram da sentença. Logo depois da confusão, os Doors lançaram Morrison Hotel, uma volta ao blues. O disco foi um sucesso, mas os Doors viviam sob constante tensão.



Morrison teria dito que tinha perdido muito tempo com este julgamento, mas que tinha sido uma experiência valiosa, porque ele tinha, antes desse episódio, uma visão muito surreal da justiça americana, e que o julgamento lhe abriu os olhos e passou a se dedicar à poesia. Lançou alguns trabalhos que foram ignorados pelo público e crítica.

A banda gravou outro disco chamado L.A. Woman, com a voz de Morrison cada vez mais prejudicada. O cantor vivia em depressão. Depos da morte de Jimi Hendrix e de Janis Joplin, ele comentou com alguns amigos: "Vocês estão bebendo com o número três". Morrison chegou à conclusão de que em Los Angeles sempre seria visto como um astro do rock. Em março de 1971, ele e sua esposa, Pamela Courson, rumaram para Paris, onde buscava reencontrar inspiração.

No dia 3 de julho, Pamela achou Morrison morto na banheira do apartamento. Somente um médico viu o corpo e sua morte só foi tornada pública depois que foi enterrado em Paris. A causa oficial foi ataque cardíaco, embora o cometário tenha sido de que ele morreu de overdose de heroína que vitimou Pamela três anos depois.

A banda continuou suas atividades com Manzarek e Krieger revesando-se no lugar de Morrison como vocalistas e lançaram mais dois álbuns, Other Voices em 1971 e Full Circle em 1972. Chegaram a realizar novas apresentações ao vivo e duas músicas obtiveram destaque: "In The Eye Of The Sun" e "Tightrope Ride", ambas do álbum Other Voices.

Mesmo não sendo sucesso comercial, Other Voices apresenta belas e bem elaboradas canções, merecendo uma audição mais aprofundada. Após a edição de Full Circle, a banda separou-se por não sentirem necessidade de proseguir sem Jim Morrison.

Em 1991, Oliver Stone, realizou o filme The Doors, com Val Kilmer no papel de Jim Morrison. Enquanto muita gente ficou espantada com a encarnação de Kilmer, o filme continha muitas imprecisões e os membros do grupo ficaram descontentes com o retrato de Morrison feito por Oliver Stone, que por vezes o fez passar por um psicótico descontrolado, sem dar o merecido destaque a sua arte poética.

Nos fins de 2002, Manzarek e Krieger fazem renascer os Doors, com Ian Astbury do The Cult no lugar de Morrison e com o baterista Ty Dennis e o baixista Ângelo Barbera, ambos pertencentes à Robby Krieger Band, chamando a si próprios The Doors Of The 21st Century. No entanto, um processo por parte do ex-baterista John Densmore resultou na mudança do nome para Riders On The Storm, alusão a uma de suas músicas mais conhecidas da banda.

Nos anos 80 começou o culto a banda, com o lançamento de muitos vídeos e discos. O The Doors comemora 40 anos... Atualmente tocando o projeto "Riders On The Storm", os "sobreviventes" da banda liderada originalmente por Jim Morisson, lançaram pelo selo Rhino duas caixas em comemoração a importante data.

Dia 21 de novembro de 2006 foi lançado nos EUA, “Perception”, uma caixa com 12 discos - seis CDS e seis DVDS em 5.1 Surround Sound - com a versão original de todos os álbuns remasterizados e algumas versões inéditas como “'Roadhouse Blues” e “Push Push”.

Outros planos em memória do Doors incluem um documentário dirigido por Bill Guttentag, um especial de TV e uma dupla de livros sobre o grupo intitulada "The Doors by the Doors With Ben Fong-Torres" e "Jim Morrison: Treasures", do curador do Hall da Fama do Rock, Jim Henke. Boa notícia para os fãs que poderão matar a saudade desta lenda do rock.


>>>Adaptado por RR da Wikipedia.


DISCOGRAFIA:
Álbuns
• The Doors (Elektra/Asylum Records, 1967)
• Strange Days (Elektra/Asylum Records, 1967)
• Waiting For The Sun (Elektra/Asylum Records, 1968)
• The Soft Parade (Elektra/Asylum Records, 1969)
• Morrison Hotel (Elektra/Asylum Records, 1970)
• Absolutely Live (Elektra, 1970)
• L.A. Woman (Elektra/Asylum Records, 1971)
• Other Voices (Elektra, 1971)
• Full Circle (Elektra, 1972)
• American Prayer (Elektra, 1978)

Compilações / Ao vivo
• 13 (Elektra, 1970)
• Weird Scenes Inside the Goldmine (Elektra, 1972)
• Star-Collection (WEA, 1973)
• The Best of the Doors (Elektra, 1973)
• Star-Collection Vol.2 (WEA, 1974)
• Greatest Hits (Elektra, 1980)
• Alive, She Cried (Elektra/Asylum, 1983)
• Classics (Elektra, 1985)
• The Best of The Doors (Elektra, 1985)
• Live at the Hollywood Bowl [1968] (1987)
• Light My Fire (1988)
• Live in Europe (Atlantic, 1990)
• In Concert (Elektra, 1991)
• The Doors Soundtrack (Elektra/Asylum, 1991)
• Blues Before Sunrise (1994)
• Mr Mojo Risin'! (1994)
• The Look Behind Collection (1996)
• Greatest Hits (Elektra, 1996)
• Selections From The Forthcoming Box Set [Promo] (1997)
• The Very Best of The Doors (1997)
• The Doors Box Set (Elektra, 1997)
• The Complete Studio Recordings (Elektra,1999)
• Essential Rarities (WEA, 2000)
• The Bright Midnight (2000)
• The Best of The Doors (WEA, 2000)
• Other Voices / Full Circle (Elektra, 2001)
• Live At The Aquarius Theatre: The First Performance [1969] (2001)
• Live At The Aquarius Theatre: The Second Performance [1969] (2002)
• Backstage And Dangerous: The Private Rehearsal [1969] (Rhino/Handmade, 2002)
• Bright Midnight: Live In America (Rhino, 2002)
• Live In Hollywood: Highlights From The Aquarius Theatre (Aquarius/WEA, 2002)
• Boot Yer Butt (Rhino Handmade, 2003)
• Legacy: The Absolute Best (Elektra, 2003)
• Live in Philadelphia '70 (2005)

Videos / DVD's
• Dance on Fire (Pioneer, 1985)
• Live at the Hollywood Bowl (Elektra, 1987)
• Collector's Set (MCA Home Video, 1992)
• Live in Europe (Image, 1999)
• The Doors Collection (MCA Home Video, 1999)
• No One Here Gets Out Alive (Eagle Vision, 2002)
• Soundstage Performances (Eagle Vision, 2002)
• L.A. Woman Live (Image, 2004)
• Soundstage/No One Here Gets Out Alive (Eagle Vision, 2004)
• Critical Review 1967-1969 (Classic Rock Legends, 2005)

Singles
• Break on Through (To The Other Side) (1967)
• Light My Fire (1967)
• People Are Strange (1967)
• Love Me Two Times (1967)
• The Unknown Soldier (1968)
• Hello I Love You (1968)
• Touch Me (1968)
• Wishful Sinful (1969)
• Tell All the People (1969)
• Running Blue (1969)
• You Make Me Real / Roadhouse Blues (1970)
• Love Her Madly (1971)
• Riders on the Storm (1971)
• Tightrope Ride (1971)
• Ships with Sails (1972)
• Get Up and Dance (1972)
• The Mosquito (1972)
• The Piano Bird (1972)
Bootlegs
• Summer's Almost Gone (1967)
• Live At The Matrix Theatre (1967)
• The Matrix Tapes (1967)
• Crawling King Snakes (1967)
• Highschool Confidential (1967)
• Celebration (1968)
• The Lizard King - Live At Chalk Farm Roundhouse (1968)
• The Night On Fire (1968)
• Mystic Man (1969)
• Liquid Night (1969)
• Toronto Pop Festival Plus Other Rarities (1969)
• Apocalypse Now (1970)
• One Hundred Minutes (1970)
• Opening The Doors of Perception (1970)
• Orange County Suite (1970)
• The Ceremony Continues (1970)
• Vancouver ’70 (1970)
• Isle Of Wight Festival (1970)
• Red Walls Blue Doors (1987)
• Live at the Matrix Theatre in Los Angeles (1987)
• Build Me A Woman (Live At Felt Forum, NY, january 17,1970) (1989)
• The Beautiful Die Young (Live In Toronto Open Air Festival.1968) (1989)
• Go Insane (1991)
• Live In Stockholm - 1968 (1991)
• Live Vol.1 (1993)
• The Doors With Eddie Vedder (1993)
• The Lizard King Vol.2 (1993)
• The Lizard King (Vol.4) Live (1993)
• Light My Fire (1995)
• Pure Expression Of Joy (1997)
• Live In Detroit [May 8, 1970] (2000)
• Diamond Collection (2003)
• The Lost Interview Tapes Vol.1 (2004)
• The Lost Interview Tapes Vol.2 (2004)
• Band Favorites
• Future Ain't What It Used To Be
• Jim's Alive: The Ultimate Seattle Tapes
• Live In Los Angeles
• Live in Seattle [June 5th, 1970]
• Lizard King's Back
• Missing Tapes
• The Stockholm Tapes
• Westbury Music Fair
• When The Music Is Over
• Without A Safety Net

Solo
Jim Morrison
• Stoned But Articulate (Ozit/Morpheus, 1996)
• The Ultimate Collected (Spoken Words/Ozit, 1997)
• Live: Feel The Blues Records (1998)
• Electric Proclamations Of The Wild Child (Ozit, 2002)

Participações
• Jimi Hendrix - Woke Up This Morning (1980) Harmônica, Vocais
• Jimi Hendrix - NYC '68 (1998) Harmônica, Vocais, Vozes
• Jimi Hendrix - New York Session (1998) Harmônica, Vocais
• Jimi Hendrix - Jimi Hendrix (2000) Percussão

Ray Manzarek
• The Golden Scarab (Mercury, 1974)
• Whole Thing Started With Rock'n Roll, Now... (Mercury, 1974)
• Nite City (20th Century, 1977)
• Carmina Burana (Import, 1983)
• Love Lion (Shanachie, 1993)
• The Doors: Myth and Reality (Fuel 2000, 1997)
• Freshly Dug (Ozit/Morpheus, 2002)

Participações
• Nite City - Nite City (1977) Teclados, Vocais, Produtor
• Nite City - Golden Days Diamond Nights (1978) Teclados
• X - Los Angeles (1980) Teclados, Produtor
• X - Under the Big Black Sun (1982) Produtor
• X - More Fun In The New World (1983) Produtor, Mixagem
• Echo & The Bunnymen - Echo & the Bunnymen (1987) Teclados
• Echo & The Bunnymen - People Are Strange (1987) Produtor
• X - Los Angeles/Wild Gift (1988) Orgão, Produtor
• Pearl Jam - Flashpoint Featuring Eddie With... (1993) Orgão, Teclados, Vocais
• Bill Walton - Men Are Made In The Paint (1993) Orgão, Piano
• Aleks Syntek & La Gente - Mas Fuerte de Lo Que Pensaba (1994) Orgão, Hammond
• Robbie Krieger - Versions/Robby Krieger (1996) Teclados, Melofonium
• Darryl Read - Collectomatic Vol.1 (1997) Teclados
• Echo & The Bunnymen - Ballyhoo (1997) Produtor
• Darryl Read & Ray Manzarek Freshly Dug (2000) Teclados, Produtor
• Echo & The Bunnymen - Crystal Days: 1979-1999 (2001) Teclados, Produtor
• The Knack - But the Little Girls Understand (2002) Performer

Robbie Krieger
• Robbie Krieger & Friends (Capitol, 1977)
• Versions (Shanghai, 1983)
• Robby Krieger (Cafe, 1985)
• No Habla (Capitol, 1989)
• RKO Live! (One Way, 1995)
• Cinematix (Oglio, 2000)

Participações
• Comfortable Chair - Comfortable Chair (1968) Produtor
• Butts Band - Butts Band (1974) Guitarra
• Butts Band - Hear & Now (1975) Guitarra
• Blue Öyster Cult - Extraterrestrial Live (1982) Guitarra
• Pearl Jam - Flashpoint Featuring Eddie With... (1993) Guitarra
• Michael Zentner - Playtime (1995) Guitarra
• Arthur Barrow - Eyebrow Razor (1996) Guitarra
• The Butts Band - Complete Recordings (1996) Guitarra, Performer
• Cher - Best of the Casablanca Years (1996) Guitarra
• Thomas Jefferson Kaye - Not Alone (1996) Guitarra
• Spirit - California Blues (1996) Performer
• Creed - Sacrifice (2002) Performer
• Streetlight Manifesto - Everything Goes Numb (2003) Violoncelo

John Densmore
Participações
• Comfortable Chair - Comfortable Chair (1968) Produtor
• Don Patterson - Brothers-4 (1969) Performer
• Butts Band - Butts Band (1974) Bateria
• Butts Band - Hear & Now (1975) Bateria
• Robby Krieger - Robbie Krieger & Friends (1977) Percussão, Bateria
• Robby Krieger - Versions (1983) Percussão, Bateria
• Pearl Jam - Flashpoint Featuring Eddie With... (1993) Bateria
• The Butts Band - Complete Recordings (1996) Bateria
• Robbie Krieger - Versions/Robby Krieger (1996) Bateria, Timbals
• Sam Densmore's Silverhawk Silverhawk (2001) Photography
• Burning Sky - Sprits in the Wind (2002) Dumbek
• Kelli Ali - Tigermouth (2003) Percussão


E nós aqui contribuímos com os "novos" discos remasterizados:


The Doors (40th Anniversary Mixes)

Parte 01
Parte 02









01 - Break On Through (To The Other Side)
02 - Soul Kitchen
03 - The Crystal Ship
04 - Twentieth Century Fox
05 - Alabama Song (Whisky Bar)
06 - Light My Fire
07 - Back Door Man
08 - I Looked At You
09 - End Of The Night
10 - Take It As It Comes
11 - The End
12 - Moonlight Drive [Version 1]*
13 - Moonlight Drive [Version 2]*
14 - Indian Summer*





Strange Days (40th Anniversary Mixes)












01 - Strange Days
02 - You're Lost, Little Girl
03 - Love Me Two Times
04 - Unhappy Girl
05 - Horse Latitudes
06 - Moonlight Drive
07 - People Are Strange
08 - My Eyes Have Seen You
09 - I Can't See Your Face In My Mind
10 - When The Music's Over
11 - People Are Strange [False Start & Dialogue]
12 - Love Me Two Times [Take 3]





Waiting For The Sun (40th Anniversary Mixes)

DOWNLOAD










01 - Hello, I Love You
02 - Love Street
03 - Not To Touch The Earth
04 - Summer's Almost Gone
05 - Wintertime Love
06 - The Unknown Soldier
07 - Spanish Caravan
08 - My Wild Love
09 - We Could Be So Good Together
10 - Yes, The River Knows
11 - Five To One
12 - Albinoni's Adagio In G Minor
13 - Not To Touch The Earth (Dialogue)
14 - Not To Touch The Earth (Take 1)
15 - Not To Touch The Earth (Take 2)
16 - Celebration Of The Lizard





The Soft Parade (40th Anniversary Mixes)

Parte 01
Parte 02









01 - Tell All The People
02 - Touch Me
03 - Shaman's Blues
04 - Do It
05 - Easy Ride
06 - Wild Child
07 - Runnin' Blue
08 - Wishful Sinful
09 - The Soft Parade
10 - Who Scared You
11 - Whiskey, Mystics And Men [Version 1]
12 - Whiskey, Mystics And Men [Version 2]
13 - Push Push
14 - Touch Me [Dialogue]
15 - Touch Me [Take 3]





Morrison Hotel (40th Anniversary Mixes)

Parte 01
Parte 02









01 - Roadhouse Blues
02 - Waiting For The Sun
03 - You Make Me Real
04 - Peace Frog
05 - Blue Sunday
06 - Ship Of Fools
07 - Land Ho!
08 - The Spy
09 - Queen Of The Highway
10 - Indian Summer
11 - Maggie Mcgill
12 - Talking Blues
13 - Roadhouse Blues [Takes 1-3]
14 - Roadhouse Blues [Take 6]
15 - Carol [11_4_69]
16 - Roadhouse Blues [Take 1]
17 - Money Beats Soul
18 - Roadhouse Blues [Takes 13-15]
19 - Peace Frog [False Starts & Dialogue]
20 - The Spy [Version 2]
21 - Queen Of The Highway [Jazz Version]





L.A. Woman (40th Anniversary Mixes)

Parte 01
Parte 02









01 - The Changeling
02 - Love Her Madly
03 - Been Down So Long
04 - Cars Hiss By My Window
05 - L.A. Woman
06 - L' America
07 - Hyacinth House
08 - Crawling King Snake
09 - The Wasp (Texas Radio And The Big Beat)
10 - Riders On The Storm
11 - Orange County Suite
12 - (You Need Meat) Don't Go No Further


Absolutely Live (1970)

DOWNLOAD











1 - House Announcer - 2:40
2 - Who Do You Love? - 6:02
3 - Alabama Song (Whiskey Bar) - 1:51
4 - Back Door Man - 2:22
5 - Love Hides - 1:48
6 - Five To One - 4:34
7 - Build Me A Woman - 3:33
8 - When The Music's Over - 16:16
9 - Close To You - 4:04
10 - Universal Mind - 4:54
11 - Petition The Lord With Prayer - 0:52
12 - Dead Cats, Dead Rats - 1:57
13 - Break On Through (To The Other Side) No. 2/Celebration Of The Lizard - 4:36
14 - Lions In The Street - 1:14
15 - Wake Up - 1:21
16 - A Little Game - 1:12
17 - The Hill Dwellers - 2:35
18 - Not To Touch The Earth - 4:14
19 - Names Of The Kingdom - 1:29
20 - The Palace Of Exile - 2:20
21 - Soul Kitchen - 7:15


Other Voices (1971)

DOWNLOAD











1 - In the Eye Of The Sun - 4:48
2 - Variety Is The Spice Of Life - 2:50
3 - Ships With Sails - 7:38
4 - Tightrope Ride - 4:15
5 - Down on the Farm - 4:15
6 - I'm Horny, I'm Stoned - 3:55
7 - Wandering Musician - 6:25
8 - Hang on to Your Life - 5:36


Full Circle (1972)

DOWNLOAD











1 - Get Up And Dance - 2:25
2 - 4 Billion Souls - 3:18
3 - Verdilac - 5:40
4 - Hardwood Floor - 3:38
5 - Good Rockin - 4:22
6 - The Mosquito - 5:16
7 - The Piano Bird - 5:50
8 - It Slipped My Mind - 3:11
9 - The Peking King And The New York Queen - 6:25


An American Prayer (1978)

DOWNLOAD











1 - Awake - 0:35
2 - Ghost Song - 2:50
3 - Dawn's Highway - 1:21
4 - Newborn Awakening - 2:26
5 - To Come Of Age - 1:01
6 - Black Polished Chrome - 1:07
7 - Latino Chrome - 2:14
8 - Angels And Sailors - 2:46
9 - Stoned Immaculate - 1:33
10 - Movie - 1:35
11 - Curses, Invocations - 1:57
12 - American Night - 0:28
13 - Roadhouse Blues - 5:53
14 - World On Fire - 1:06
15 - Lament - 2:18
16 - Hitchhiker - 2:15
17 - American Prayer - 3:04
18 - Hour For Magic - 1:17
19 - Freedom Exists - 0:20
20 - Feast Of Friends - 2:10
21 - Babylon Fading - 1:40
22 - Bird Of Prey - 1:03
23 - Ghost Song - 5:15







Clique nas imagens para aumentar as capas...


2 comentários:

Mateus Silva disse...

Parabéns pelo Blog, o melhor do País diga-se de passagem. Mas tu poderias upar novamente os discos do Bebeto Alves? Obrigado, um abraço!

Anônimo disse...

Cara teu blog é muito bom mesmo! O Waiting For The Sun do Doors, ao efetuar o download vai para o my space de um cara estranho -mike omni- , vc pode verificar? Abçs Alicio Swindon - UK

Postar um comentário

 
RamonR